top of page

Quem vos escreve

Nasci nos anos 80. Imagino que quem chegou até aqui, também pertenceu à gerações que cultivaram hábitos de leitura em papel. Nenhuma hipocrisia na pretenção de formar a imagem de um ser humano que ainda cultua estes hábitos. A maior parte da nossa rotina é tomada por ações sobrevivência (comer, dormir e trabalhar) e algumas concessões de atividades "extra-laborais", tais como a leitura pelo prazer.



No final dos anos 90 e início do novo milênio, se popularizaram os saudosos blogs e posteriormente fotoblogs. Eu era uma entre os milhares de leitores vorazes que se deliciavam na nova moda que permitiam passar a página sem ter que cuspir o próprio dedo. Cheguei a colecionar entre 4 e 8 blogs (ilustrados ou não). Um para cada voz em minha cabeça, na melhor das intenções de promover a paz entre as porções de massas cinzentas que gladiavam entre si.


O hábito da escrita, estimulado pela paixão pela leitura, me voltou às origens da tela em branco. Aquela mesma tela que eu enchia de tinta, também poderia ser preenchida por cores escritas. O delicioso mundo das artes sorriu para mim mais uma vez, me permitindo uma nova experiência de brutalidade inofensiva através da escrita de palavras que não deveriam ser gritadas.


Os nomes era fantásticos...

"Poeira de Umbigo" - Desenhos e textos insólitos de uma mente de 18 anos.

"Meu corcel 83" - Alusão ao maluco que ousou bradar sua loucura e meu ano de nascimento.

"Plano Z" - Para que perder tempo com A, B e C ...

entre tantos outros portfólios e diários falidos.


O que mudou? Alguns fios brancos, sons estranhos no joelho e boletos infinitos.


IMPORTANTE: A qualquer sinal de tremores nas mãos ou movimentos involuntários na pálpebra, interrompa e leitura e procure um psiquiatra imediatamente. Boa leitura.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page